Um blog de Moda e História

sábado, 1 de fevereiro de 2014

As bruxas estão na moda: American Horror Story e as bruxas modernas





Amerincan Horror Story é uma série norte-americana, com criação e produção de Ryan Murphy e Brad Falchuk, atualmente terminou sua terceira temporada. Falhas de roteiro à parte (em todas temporadas), a terceira trouxe-nos um elemento interessante, pelo menos no que diz respeito ao assunto desse blog. Coven, é a história de um clã de bruxas com destaque especial para Nova Orleans, e direito à passagem por temas como a escravidão. Não é o intuito aqui fazer uma resenha crítica da série, embora a vontade seja grande.

A origem do clã de bruxas passa por Salem e o Vodu, traz passagens de 1830 e chega aos dias atuais. O assunto aqui é bem simples: moda. Sim, moda! Desde os primeiros teasers lançados da série podemos ver um desfile de meninas altas e bem vestidas. Ao som de House Of The Rising Sun, as bruxas desfilam com suas blusas brancas e saias pretas, scarpin e chapéu.

“There is a house in New Orleans
They call the Risin' Sun
And it's been the ruin of many a poor boy.
And God, I know I'm one.”


 

No decorrer da série as referências à moda são constantes. Com atrizes como Emma Roberts e Taissa Farmiga (que ficou mais conhecida após estrelar o filme The Bling Ring, com direção de Sofia Coppola, no ano passado), vemos um desfile constante de belas peças de roupas, capas, chapéus, acessórios e sapatos. Madison Montgomery (Emma Roberts), uma ex pop-star hollywoodiana que não se importa muito com as convenções e regras e segue a vida a seu bel-prazer, é sem dúvida, das meninas, a que melhor incorpora isso à série desfilando durante todo tempo diversas peças de roupas e sapatos em preto. Fiona Goode (Jessica Lange, famosa na décadas de 70 e 80 por interpretar Dwan no filme King Kong dirigido por John Guillermin) também encarna o que de mais elegante tem na moda. Fiona é a Suprema, única bruxa responsável por liderar todas as outras, eleita após a realização dos Sete Poderes. Goode é descrita logo nos primeiros episódios como a pior Suprema que o clã já possuiu, gastou os anos da sua vida desfrutando dos prazeres do mundo terreno, sexo e drogas. A casa de Nova Orleans onde se passa a série é dirigida por Cordelia (Sarah Paulson, lindaaaaaaaaaaaaaaaaaaa) que também possui um dos figurinos mais bonitos da temporada. Filha da Suprema, ela é oposto da mãe, sempre centrada e procurando fazer o bem. A Suprema volta – em virtude de uma doença, e por precisar “escolher” sua sucessora – e logo nas primeiras partes faz uma pequena revolução na Academia, dizendo que as meninas deveriam se vestir como bruxas de verdade e usarem negro. No decorrer da série há referência a alguns estilistas e algumas “questões de moda”, no último episódio – que ainda não foi exibido no Brasil – Fiona reclama por sujar de sangue seus sapatos Jimmy Choo.

O bom figurino não para por aí, mesmo nos trechos que se passam no passado, por volta de 1830, o trato com o alfaiataria é cuidadoso. Delphine Lalaurie (Kathy Bates, que interpretou Gertrude Stein em Meia-noite e Paris de Woody Allen, 2011 ),na história acusada de  mutilar e assassinar dezenas de escravos, tem  figurino do século XIX muito bem composto e mesmo quando chega à modernidade –  tornou-se imortal devido a um feitiço – o cuidado não é menor. A rainha do Vodu, Marie Laveau (Angela Bassett) também traz belas composições. 

 

 Fiona Goode e Madame Lalaurie.

 Marie Laveu
Cordelia <3


A série foi indicada a duas categorias no Globo de Ouro “Melhor minissérie ou filme feito para TV” e “Melhor atriz em minissérie ou filme feito para TV”, com a Jessica Lange, mas não levou nenhuma estatueta para casa. Embora as falhas no roteiro e a concorrência pesada no Globo de melhor atriz não pudessem permitir que a série ganhasse uma estatueta, a chance de ganhar o Costume Designers Guild que premiará “Melhores figurinos de minissérie ou telefilme” em 22 de fevereiro é grande e estamos torcendo.

E como nada no mundo da televisão/moda passa despercebido pelas pessoas, a temporada ao trazer as bruxas-bem-vestidas-modernas tem despertado interesse nas fãs que em páginas internacionais e nacionais tiram fotos com o figurino “bruxa moderna” e fazem suas publicações nas redes sociais.

Como o pretty-à-porter não poderia ficar de fora, faremos em breve outra publicação a respeito da “moda-bruxa” e suas repercussões atuais (e passadas). Por enquanto vocês ficam com algumas imagens da série. 

 

 
Pra terminar: O trailer e uma foto da Cordelia <3



Beijos! 
(quem quiser acompanhar uma boa crítica à série é só clicar aqui, - com spoiler)
Suelen Caldas

Nenhum comentário:

Postar um comentário